Jair Araújo

Jair Araújo é cidadão soteropolitano. Biólogo e administrador de empresas, exerceu as atividades

de professor e auditor e, paralelamente, as de leitor e escrevinhador. Atualmente, são a estas duas últimas que continua a se dedicar por gosto e prazer. Publicou em 1983 o livro de poesia “Silêncio Solto/Bolhas de Sabão”. Em 1985, em parceria com o cartunista Paulo Serra e outros jovens poetas ambientalistas, capitaneou o “Vagão ecológico”, um pioneiro e bem sucedido projeto de educação ambiental itinerante, desenvolvido em escolas e comunidades carentes da cidade de Salvador. No ano de 2000, publicou “Entre Poucas e Boas”, livro de contos.

Em 2010, lançou “Aruak e os Estranhos Seres”, romance infanto-juvenil de enredo ecológico e sociopolítico.

O autor é presença em diversas antologias de poesia e contos. Em 1985, conquistou a sua primeira premiação literária, com o 2º lugar no Concurso Boa Palavra, promovido pela Prefeitura de Salvador. No mesmo ano, recebeu Menção Honrosa no Concurso Internacional de Poesias da Federação Baiana de Escritores. Em 2002, o 3º lugar na Categoria

Contos, no Concurso Cidade do Salvador, da Fundação Gregório de Matos. Em 2014, ficou colocado em 2º lugar no Concurso Internacional Literário da Academia de Letras, Artes e Ciências Brasil – ALACIB – Prêmio Creusa Cavalcanti França, na categoria poesia e, neste mesmo ano, foi ganhador do 8º Concurso Nacional de Contos do  projeto Livro de Graça na Praça patrocinado pela Academia Mineira de Letras. O autor é membro correspondente da Academia de Letras, Artes e Ciências Brasil – ALACIB, Mariana – Minas Gerais e membro efetivo da Sociedade Brasileira de Poetas Aldravianistas – SBPA.

Obrigado pela sua visita

Antes de nos deixar, subscreva a nossa newsletter e fique sempre informado sobre os nossos livros.