Eduardo e Raquel Ricci e Marco e Sônia Silva

Senhor caucasiano, que em 54 anos de vida, já fiz e trabalhei um muitas coisas! Cursos tantos quantos me ofereceram. Técnico em Processamento de Dados pelo colégio Objetivo, no final dos anos 70 e início dos anos 80. Sim aprendi a programar em cartão perfurado! Que alegria quando lançaram um disco flexível e deixar de perfurar e gravar em fitas! Quando professor de informática fui treinado em PNL, no final dos anos 80 e fui atrás de mais. No final dos anos 80 e início dos anos 90 ao trabalhar em Rádio fui fazer um curso técnico no SENAC Dr Vila Nova de jornalismo e produção de rádio, não eram cadeiras acadêmicas naquela altura, e acabei por ir para o curso de locução de rádio também. Daí para a publicidade foi natural, e passei o final dos anos 90 e início dos anos 2000 a trabalhar com publicidade e acabei por estudar ferramentas de redação e diagramação da época como PageMaker e CorelDraw. Nessa jornada a administração foi um mal necessário e me levou de volta para a família. As técnicas de decupagem e brainstorm aprendidas em publicidade me formaram um ótimo recurso para reunir ideias e me fez um assistente competente em administração nas empresas da família sob a direção do meu pai ou de um dos meus irmãos, que da área da educação, passou para a administração pública e finalmente a saúde.
Por orientação do meu pai fui fazer enfermagem desde a base, me pediu ele, para minimizar minha arrogância e excesso de confiança. Assim fiz, dois anos de Auxiliar de enfermagem (SENAC), um ano e meio de Técnico de Enfermagem (EINSTEIN), 4 anos de Bacharel em Enfermagem (UNITALO) e mais dois de Especialista em Educação em Saúde (SÍRIO LIBANÊS). Sem contar outros diversos cursos grandes ou pequenos que davam-se para melhorar os sistemas e serviços e cursos que me enfadaram e acabei por abandonar. Morador de rua, uma tentativa de suicídio, uma união fracassada e um casamento estável e abençoado, dois filhos e uma enteada. Com uma árvore genealógica bastante mesclada é uma imagem do próprio Brasil, onde se pode encontrar portugueses, italianos, espanhóis, índios e negros.


Pedro, meu amigo, minha biografia melhor seria, obreiro, SERVO DO DEUS ALTÍSSIMO, APAIXONADO POR YESHUA! Abraço! 

Obrigado pela sua visita

Antes de nos deixar, subscreva a nossa newsletter e fique sempre informado sobre os nossos livros.