Carita Monteiro

Nasceu em Alter do Chão em 22/10/1951.

Frequentou a catequese, mestras, escolas e o colégio em Alter do Chão, e o Liceu em Portalegre.

Organizou a exéquias de dois prisioneiros da Ilha das Galinhas mortos pelas sezões. Pertenceu, involuntariamente, ao MFA e fez parte de uma delegação de convívio que visitou os “hospitais” e quartéis subterrâneos do PAIGC onde lhe foi oferecido um emblema do único Movimento Independentista que deu origem a dois Estados.

Não publicou, até agora, nada de interessante. Nem mesmo no Mensageiro de Alter.

Escreveu redações, cartas, aerogramas, jornais de parede, atas da Assembleia Municipal de Alter e pareceres de crédito na instituição financeira (extinta) onde trabalhou.

Escreveu dois livros de Poesia: “Os Sinos Roubados” (1985) e “Sobreiras de Lua” (1986).

Obrigado pela sua visita

Antes de nos deixar, subscreva a nossa newsletter e fique sempre informado sobre os nossos livros.