Adriano Gonçalves

Adriano Gonçalves, nascido em janeiro de 1953, numa pequena aldeia do concelho e freguesia de Alvaiázere, Zambujal, descendente de famílias pobres, vivendo com algumas dificuldades na sua infância, a adolescência, até aos anos sessenta, ano em que deu início ao ensino escolar, oito quilómetros de ida e volta, percurso que fazia diariamente a pé.

Obteve a quarta classe, o ensino primário, forçado a um rebanho de cabras e ovelhas que pastoreava no regresso da escola.

Roto e descalço, odiando já a vida actual e revoltado, mas com o sonho de novas vidas, novas civilizações.

Aos dezasseis anos de idade fugiu de casa dos pais.

Em Abril de 1970 ingressou como voluntário nos quadros da Marinha de Guerra Portuguesa, a sua grande escola da vida onde serviu durante cerca de dez anos.

Viveu, conheceu gentes e raças, correu mundo bem como o seu mero sonho, conhecer Luanda e o Brasil.

Trabalhou, sacrificou-se e sofreu, criou o seu mundo e hoje um lugar ao sol, deixan- do no decorrer dos tempos a escritura do que mal ou bem gosta de fazer, escrever, deixar na poesia e na literatura parte mínima da recordação de um passado, quem fui e o que fiz.

Obrigado pela sua visita

Antes de nos deixar, subscreva a nossa newsletter e fique sempre informado sobre os nossos livros.